As iniciativas no domínio do Ar e Saúde Ocupacional são organizadas pelo Departamento de Saúde Ambiental (DSA) do INSA que desenvolve também ações de formação desenhadas à medida das necessidades específicas dos profissionais e das organizações. 

Data: 1 e 2 de outubro de 2020 (data a confirmar)
Horas: 14 horas
Preço: €200
Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
Data limite de inscrição: 18 de setembro de 2020
Código: 2020DSA0205
Nº de formandos: entre 8 e 16
Coordenação: Manuela Cano

Sumário
O curso permite aos participantes adquirem e consolidarem conhecimentos sobre as metodologias de colheita/análise de ar e superfícies para determinação da contaminação microbiológica, bem como orientar a interpretação de resultados face ao ambiente a monitorizar. Será dado destaque aos microrganismos resistentes a antimicrobianos e outros considerados relevantes para as Infeções Associadas a Cuidados de Saúde

Consulte o programa (brevemente disponível) |  Pré-inscrição

Datas: 21 (módulo 1), 22 (mód. 2) e 23 (mód. 3) de outubro de 2020 (datas a confirmar)
Duração: 21 horas (7h cada módulo)
Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
Preço: €100 cada módulo;
Condições especiais: €180 - inscrição em 2 módulos; €240 - inscrição em 3 módulos.
Datas limite de inscrição: 9 de outubro de 2020
Códigos: 2020DSA0306 (mod 1)  |  2020DSA0407 (mod 2)  |  2020DSA0508 (mod 3)
Formadores: Manuela Cano, Ana Filipa Pires, Ana Cruz Nogueira,

Sumário
A qualidade do ambiente interior no local de trabalho é determinante para a saúde e bem estar dos trabalhadores, influenciando a produtividade e a segurança do indivíduo ou do grupo. A identificação dos parâmetros químicos, biológicos e físicos que caracterizam os espaços interiores e a aplicação de metodologias de avaliação adequadas são importantes na tomada de decisão sobre a qualidade e conforto do ambiente interior que daí advém. O curso é composto por três módulos independentes: "Qualidade do ar interior", "Conforto térmico" e "Avaliação dos níveis de iluminância". Tem como objectivo dotar os participantes de conhecimento sobre a temática da qualidade do ambiente interior e sobre as condições geradas em espaços interiores que podem condicionar o dia a dia dos ocupantes. Destina-se a técnicos das áreas de segurança e saúde no trabalho, técnicos de climatização e gestão de sistemas AVAC, engenheiros sanitaristas, técnicos de saúde ambiental e médicos de saúde ocupacional e de saúde pública.

Módulo 1 - Qualidade do ar interior  (Lisboa, 21 de outubro - a confirmar)
Pretende-se que os participantes fiquem a conhecer os principais contaminantes do ar interior em edifícios não industriais, que se familiarizem com as metodologias de monitorização e que sejam capazes de reconhecer as fontes de contaminação mais comuns. Durante a ação serão estudados e debatidos casos para reforçar a construção de competências profissionais no âmbito da avaliação da qualidade do ar interior.

Módulo 2 - Conforto térmico (Lisboa, 22 de outubro - a confirmar)
Neste módulo os participantes irão adquirir e melhorar conhecimentos sobre o agente físico ambiente térmico na vertente de ambientes térmicos moderados (ISO 7730:2005). São estudados casos de conforto térmico em espaços interiores (local de trabalho ou lazer), aplicando as metodologias de medição dos diferentes parâmetros, avaliação e interpretação dos resultados

Módulo 3 - Avaliação dos níveis de iluminância (Lisboa, 23 de outubro - a confirmar)
Visa familiarizar os participantes com os princípios essenciais relacionados com a iluminação e o ambiente luminoso e promover competências teóricas e práticas no domínio da medição e da avaliação de níveis de iluminância em postos de trabalho no interior de edifícios.

Consulte o programa (brevemente disponível)|  Inscrição 

Data: 9 de outubro de 2020
Duração: 7 horas
Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
Preço da inscrição: €100
Data limite de inscrição: 25 de setembro de 2020
Código: 2020DSA0104
Formadores:
Maria do Carmo Proença  |  Fátima Aguiar

Sumário
Os participantes ficarão a conhecer os riscos para a saúde resultantes da exposição ao amianto bem como as diversas aplicações deste material nos edifícios. Serão também abordados no curso tópicos como a metodologia de monitorização ambiental, a determinação da concentração de fibras no ar e ainda a interpretação de resultados com o objetivo de avaliar a exposição. A ação destina-se essencialmente a técnicos da construção civil, a engenheiros sanitaristas, a técnicos de segurança e saúde no trabalho, técnicos de saúde ambiental e inspetores do trabalho.

Consulte o programa (brevemente disponível) |  Pré-inscrição