Data: 18 e 19 de janeiro de 2022  |  8 e 9 de novembro de 2022 (2ª edição)
Duração: 14 horas (2 dias)
Local: nas instalações do Instituto Ricardo Jorge, em Lisboa
Preço da inscrição: €230
Data limite de inscrição: 28 de outubro de 2022
Destinatários: inspetores do trabalho, médicos do trabalho e de saúde pública, técnicos de higiene e segurança no trabalho, técnicos de saúde ambiental e outros profissionais envolvidos em ações com impacto na exposição.
Nº mínimo e nº máximo de formandos: 8 e 16
Código: 2021DSA1326
Formadores: Ana Nogueira e Hermínia Pinhal

Sumário 
O curso proporcionará aos participantes uma abordagem geral à exposição profissional a agentes químicos e uma abordagem detalhada à avaliação quantitativa da exposição profissional, através de monitorização ambiental e de monitorização biológica e respetiva articulação. Na monitorização ambiental serão realçados os aspetos a considerar na avaliação quantitativa da exposição profissional, tais como, as características dos postos de trabalho e a identificação dos agentes químicos a avaliar, estratégias e métodos de amostragem e medição de agentes químicos no ar, os valores limite de exposição (legislação, normas e outra documentação técnica). Na monitorização biológica serão abordadas as suas vantagens e inconvenientes, as características de um bom indicador biológico de exposição a um agente químico, a estratégia de implementação e as condições de colheita e transporte das amostras biológicas. Serão também abordados os fatores de variabilidade que afetam a interpretação dos resultados da monitorização biológica e os valores de referência aplicáveis tendo em vista a avaliação da exposição profissional. Destina-se a Engenheiros Sanitaristas, Inspetores de Trabalho, Médicos do Trabalho, Médicos de Saúde Pública, Técnicos de Higiene, Segurança e Saúde no Trabalho, Técnicos de Saúde Ambiental, outros profissionais envolvidos em ações com impacto na exposição.

Consulte o programa  |  Inscrição AQUI (2ª edição, 8 e 9 de novembro de 2022)