Data: 3 a 5 de fevereiro
Duração total: 6 horas
Horário: das 14h00 às 16h00
Formadores: Paula Faustino, João Gonçalves e Armandina Miranda

Síntese
As Hemoglobinopatias são das doenças genéticas mais comuns em África, nomeadamente a Anemia das Células Falciformes (ou Drepanocitose) e as Talassémias. Neste curso irão ser abordadas as características hematológicas e clínicas dos vários tipos de hemoglobinopatias mais frequentes em África, tanto no estado de portador como de doente, assim como as suas diversas bases genéticas e tipo de hereditariedade. Serão apresentadas várias metodologias usadas para o rastreio e identificação de portadores, o diagnóstico a nível hematológico e molecular e as estratégias de prevenção, incluindo a identificação de casais em risco e a possibilidade de lhes ser disponibilizado diagnóstico pré-natal. Serão ainda debatidos os fatores modificadores (ambientais e genéticos) da gravidade destas doenças. Durante o curso serão apresentados aos formandos casos clínico-laboratoriais para discussão e debate conjunto. Pretende-se despertar nos participantes interesse por estas patologias de elevada morbilidade e mortalidade, assim como para o seu diagnóstico laboratorial. Espera-se também que contribuam para a prevenção das patologias e para a melhoria da qualidade de vida dos doentes.

Consulte o programa  |  Inscrição AQUI