Data: de 15 a 19 de março de 2021
Horário: 10h às 12h
Formadores: Maria João Gargaté; Idalina Ferreira; Anabela Vilares; Tânia reis;; Susana Martins.

Síntese
A metodologia de referência para o diagnóstico laboratorial da malária é a observação microscópica direta com coloração de Giemsa. A identificação das diferentes formas de plasmodium é uma ferramenta determinante para o correto diagnóstico desta infeção parasitária que requer, além de experiência do operador, uma sólida formação nesta área. Um diagnóstico laboratorial fidedigno é essencial para a deteção precoce, adequação da terapêutica, vigilância e controle da malária, nomeadamente na Europa e países não endémicos onde a parasitémia é baixa e consequentemente mais difícil o diagnóstico. Neste curso serão abordados os aspetos teóricos e práticos desde a preparação dos esfregaços e gotas espessas à identificação das várias espécies de plasmodium que infetam o Homem. No final do curso os formandos deverão estar aptos a preparar e corar as lâminas assim como identificar, diferenciar e quantificar o plasmodium sp.

Consulte o programa  |  Inscrição AQUI